Rating: 3.4/5 (4154 votos)




ONLINE
11




Partilhe esta Página

  

 

 

 
 

POLÍTICA DE SALESÓPOLIS
POLÍTICA DE SALESÓPOLIS

Exclusivo

Após ter suas contas rejeitadas duas vezes na Câmara

dos Vereadores ex-prefeito Adilson fala ao Jornal do Povão

O ex-prefeito de Salesópolis Antônio Adilson de Morais, PSDB, (foto) rompeu o silêncio após ter deixado a prefeitura em 31 de dezembro de 2012, e pela primeira vez falou a nossa reportagem sobre o que considera sua maior conquista como prefeito de Salesópolis que foi o asfalto para vinte e oito ruas da cidade.

Leia a entrevista do ex-prefeito Adilson que contesta falhas nos projetos das ruas que seriam asfaltas e ainda mais, a redução do número de vias que receberão infra-estruturas. 

“O maior recurso já enviado até hoje para Salesópolis foi o asfalto de cerca de vinte e oito ruas, e historicamente nunca houve uma conquista como essa que é única e exclusiva nossa do PSDB, junto ao Governador Geraldo Alckmin”.

“Há a necessidade de asfaltar essas ruas e também de recapear algumas que já estão com prazo vencido, e necessitam de urgentes reparos”.

“Ao diminuir a quantidade de ruas a ser asfaltadas dizendo que nosso projeto era falho a atual administração está indo contra a aprovação técnica do próprio estado, que estiveram em nossa cidade através do FUMEF que enviou essa obra para Salesópolis”.

“O projeto foi aprovado e analisado por técnicos do estado e é impossível ser um projeto falho, mas qualquer projeto pode ter alguma adequação, então na hora de execução precisa de alguma melhoria”.

“Nosso projeto não está fora de contesto, e se algumas ruas são mais estreitas ou mais largas, isso será adequado no momento de sua execução”.

“Agora quando um recurso de 28 ruas é reduzido para apenas 6 nem mesmo um mágico pode responder essa pergunta, diminuir uma ou duas ruas tudo bem, mas como está acontecendo não podemos aceitar”.

“É necessário que se faça uma auditoria para saber o que realmente está acontecendo e os valores que estão sendo praticados no novo contrato”, disse o ex-prefeito Adilson.

DÍVIDAS

O ex-prefeito Adilson disse que a dívida que está sendo passada para a população não é verídica e que durante seu governo recebeu inúmeras dívidas de governos anteriores até mesmo do primeiro mandato do ex-prefeito Feital (se referindo as dívidas do Portal) além de dívidas de parcelamento de energia elétrica do ex-prefeito Nego.


Vereador Marcelo fala dos problemas de Salesópolis

O vereador Francisco Marcelo de Morais Corrêa (foto) subiu na Tribuna da Câmara para falar sobre as cobranças que a população vem fazendo nos últimos tempos.

Lembrando os protestos ocorridos no ano de 2013, o vereador Marcelo falou dos problemas ainda enfrentado pelos usuários da Empresa de ônibus Júlio Simões que em seus horários e pico das 5:00 às 7:00 de Salesópolis a Mogi das Cruzes e das 17:00 às 19:00 de Mogi das Cruzes a Salesópolis.

O vereador pediu providências junto a EMTU protocolando documento pedindo mais agilidade para que a Empresa Júlio Simões promova melhorias na Linha 311, principalmente nos horários de pico.

Um representante da EMTU deverá vir até Salesópolis, para uma reunião com os vereadores a fim de poder resolver ou minimizar os problemas enfrentados pelos usuários.

E uma conversa informal com o prefeito Benedito Rafael da Silva, PR, o vereador Marcelo disse que ainda neste mês irá acabar com a demanda de exames na Secretaria de Saúde.

O número de pacientes no Centro de Saúde é muito grande e precisa ser resolvida da melhor maneira possível para que a população não sofra ainda mais com a atual situação da saúde em Salesópolis.

Verba do DADE

Todos os anos vem para Salesópolis uma verba do DADE para realizar obras em nossa cidade e precisamos fiscalizar para que seja feita uma obra bonita e com qualidade, para que todos possam usufruir.

O vereador Marcelo falou que “coisas pequenas” poderiam ser feitas para melhorar nossa cidade e que irá sempre trabalhar para o bem estar da população.


Câmeras de monitoramento

Vereador Lélis questiona o funcionamento das câmeras

de monitoramento em Salesópolis

O vereador Benedito Lélis Renó, PT, durante a Sessão da Câmara de segunda-feira, 1 de setembro, questionou a atual administração quanto ao funcionamento das Câmeras de Monitoramento.

Já se passaram um ano desde que começaram a ser instaladas e o vereador Lélis questionou que não existe nenhuma inauguração se está sendo utilizado dinheiro público para pagar uma empresa por nada, pois não existe monitoramento.

“Não existe uma comissão ou equipe para realizar um trabalho sério de monitoramento para a segurança de Salesópolis”.

“As câmeras não tem caráter sério de prevenir um acontecimento sério com assalto e roubo e até agora não sabemos se funcionam oficialmente, um valor muito alto investido e há quase um ano sem funcionar”, disse o vereador Lélis.

Asfalto das ruas de Salesópolis

Lélis também questionou a quantidade de ruas que serão asfaltadas em Salesópolis, visto que o projeto inicial do ex-prefeito Antônio Adilson de Morais previa que 28 ruas seriam beneficiadas, mas após rever o prefeito Rafael diminuiu para 6 ruas apenas.

O vereador disse que precisa analisar se realmente a população está sendo prejudicada e se o dinheiro será honestamente utilizado e também quer acompanhar as ruas que não serão asfaltas porque os moradores precisam saber porque não serão beneficiadas com melhorias. 


Campanha de vacinação

Vereador Mário pede para vacinar cães e gatos contra a raiva

O vereador “Mário da Padaria” disse que foi questionado por muitos moradores de Salesópolis e principalmente da Zona Rural sobre a vacinação contra Raiva pois, o mês de agosto terminou e nenhuma campanha foi realizada.

O vereador lembrou que caso a prefeitura não realize a campanha contra a raiva animal os donos terão que adquirir a vacina, “pois não devemos deixar de vacinar os animais”, disse o vereador Mário Barbosa Pinto, SD.


Vitória da Democracia

Prefeito Rafael responde as perguntas dos vereadores

e esclarece população

O prefeito de Salesópolis Benedito Rafael da Silva, PR, esteve presente na Sessão Extraordinária da Câmara Municipal onde foi convocado pelos vereadores Sérgio dos Santos, PMDB e Mário Barbosa Pinto, Solidariedade, para prestar esclarecimentos.

A Sessão que iniciou por volta das 14:00 e durante mais três horas o prefeito Rafael respondeu a várias perguntas dos vereadores principalmente se referindo a questão da saúde que se encontra em dificuldades em nossa cidade.

Questionado pelo vereador Sérgio dos Santos, PMDB, o prefeito Rafael disse que “avançamos muito na saúde de nossa cidade e mesmo com a Santa Casa falida e fechada hoje temos dois médicos atendendo durante o dia e um a noite trinta dias por mês”.

“Foi aumentado o repasse para a Santa Casa, e durante a intervenção assumimos tudo, como uma atitude corajosa de nossa administração”.

“A Santa Casa estava interditada pela vigilância Sanitária e através de um trabalho árduo conseguimos avançar na melhoria do local”.

“Quando assumimos a administração em 2013, o governo do estado retirou cerca de quarenta médicos que trabalhavam em Salesópolis e ficamos a mercê sem ninguém para atender os pacientes que procuravam o Centro de Saúde, e com um trabalho junto a Secretaria de Estado da Saúde conseguimos que cinco retornassem para nossa cidade e hoje contamos ainda com mais quatro profissionais do programa Mais Médicos”.

“A saúde avançou em tudo que compete ao município, hoje temos uma referencia em maternidade para Salesópolis que é a Santa Casa de Mogi das Cruzes e só não é realizado mais partos na Santa Casa pelo alto custo e além de precisarmos de cinco profissionais durante o procedimento”.

O maior problema que Salesópolis enfrenta atualmente, é a falta de recursos para todos os setores da administração pública, além de uma dívida herdada da administração anterior o que impossibilita que o prefeito Rafael consiga realizar mais do que está fazendo pelo menos esse é o momento que passamos.

Continuando sua fala o prefeito Rafael disse que “a cada dia que passa está mais difícil e a receita vem caindo vertiginosamente, a despesa com a folha de pagamento que era de 54% foi para 58% e temos que tomar providencia urgente, visto que a receita cai e sobre as despesas, e são metas que precisamos cumprir”, se referindo ao limite da folha de pagamento dos funcionários da prefeitura que é em torno dos 54% da receita.

O vereador Mário Barbosa Pinto, Solidariedade, questionou o prefeito Rafael sobre as câmeras de monitorando que até o presente momento não tem operadores em sua base.

O prefeito Rafael disse que “o projeto das câmeras de monitoramento já foi concluído e que está faltando apenas a Polícia Delegada para que possam estar trabalhando em revezamento durante 24 horas por dia”.

Outro problema encontrado pelo prefeito Rafael para o início do monitoramento é a falta de funcionários públicos para estarem trabalhando na central e a única forma encontrada será o remanejamento de funcionários para estarem operando as câmeras que já estão em pleno funcionamento.

Em relação às ruas que deverão ser asfaltadas o prefeito Rafael disse que houve a necessidade de refazer todos os projetos da administração passada, além de reincidir contratos com as empresas que iriam realizar o asfalto.

Após refazer os contratos, enviou ao Fumef para aprovação, depois para o governador que também deu parecer favorável e agora está em via de assinatura para início das obras em Salesópolis.

O prefeito disse ainda que neste mês estará sendo liberada a licitação das obras para o asfalto de seis ruas (a princípio eram 26, mas com o atual projeto caiu para seis) com qualidade e maior durabilidade.

Também serão asfaltadas as ruas Antônio Pereira, Rua Sebastião Soares Leite, no Bairro do Fartura e o prolongamento da Avenida Victor Wuo.

Salesópolis vai tomar um novo rumo

Ao falar sobre as Estâncias Turísticas o prefeito Rafael ressaltou que “atualmente existem sessenta e sete Estâncias e mais cento e sete pleiteando a passar em Estância e será beneficiada a cidade que realmente estiver usando bem os recursos do DADE”.

“Precisamos de visibilidade turística para o município, embelezamento da cidade, um plano de desenvolvimento Turístico de Salesópolis que vai discutir junto com a câmara de vereadores e sociedade do que precisamos”.

“Somos a cidade das águas, teremos um paisagismo a partir do portal e iremos reforma-lo para que as portas fiquem na lateral e não de fronte para a pista”.

“O Portal precisa ter acessibilidade na parte de cima do portal, pois é uma orientação do DADE e precisamos ter um elevador no local para os deficientes físicos”. É a Lei de acessibilidade, isso não é luxo é apenas o cumprimento de Lei”.

“Será feito um paisagismo até a “Avenida nova” com lanchonete, espaço para crianças e adultos, uma academia de saúde ao ar livre, pista de skate e quadra para se tornar um parque atrativo na cidade”. “Um parque temático multiuso bem elaborado e com qualidade”, disse o prefeito Rafael.

“Vamos arrumar a rodoviária com uma cobertura, um centro de serviços com estrutura que permita o embarque e desembarque de passageiros”.

Questionado pela vereadora Deise Aparecida Corrêa Duque, PSD, sobre o repasse do governo do estado a Santa Casa, o Prefeito Rafael falou que “o governo do estado irá repassar R$ 20 mil por ano”. “E mesmo perdendo o título de filantropia estamos trabalhando para recuperar novamente”.

Voltando a falar novamente sobre a situação da saúde o prefeito Rafael ressaltou que “nós não precisamos de verbas para comprar “coisas”, mas sim para o custeio de médicos e remédios”.

Tubo Armco

Deverá ser colocado em outras pontes da cidade que tem a vasão maior de água e que tenha uma carga de aterro para que não amasse o tubo, e uma das opções é colocar no rio Paraitinga, Bairros do Serrote ou Itaguaçu, ambos no Distrito Nossa Senhora dos Remédios.

Festas

“Conseguimos fazer a festa do peão mais econômica da região no ano passado e o carnaval é uma festa que tem que ser feita e com uma entrada simbólica, a arrecadação neste ano não pagou a despesas e mesmo assim gastamos a metade do que gastou a gestão  anterior em seu último carnaval”. “A questão de cobrar a entrada terá que ser discutida com a população”.

Mais uma vez voltando a falar da rodoviária, o prefeito Rafael disse que “está aberta há muito tempo com banheiro, local pra sentar, e só não vende passagem porque não precisa, os ônibus param em frente”.

“A empresa de ônibus Pássaro Marrom irá abrir um guichê para o envio de encomendas a São Paulo e também para o Vale do Paraíba”.

Questionado sobre a primeira feira do mês em nossa cidade que é uma tradição de mais de 50 anos o prefeito Rafael falou que “sempre procurei incentivar os produtores do município a colocar seus produtos na feira, pois todos são isentos de qualquer taxa”.

Disse também que “não posso acabar com a feira porque é além de tudo um passeio turístico”.

Vice-prefeito

Quando falou do vice-prefeito Vanderlon Oliveira Gomes, PTB, o prefeito Rafael disse que “ele é um grande colaborador de Salesópolis, atua na zona rural e tem me acompanhado em São Paulo em todos os órgãos do governo e na Assembleia Legislativa”.

“Confio em todos meus funcionários comissionados, porque eles não tem veiculo, computador, para poderem desenvolver melhor suas funções e eu tenho vergonha de receber autoridade em meu gabinete devido a má conservação e a falta de recursos para poder recuperar a prefeitura em um todo”.

Dinheiro para a Copa

O prefeito Rafael ressaltou mais uma vez que “não veio dinheiro para a copa para realizarmos o Projeto Fifa, mas eu (prefeito Rafael) poderia usar o dinheiro do Dade (Destinado a Estâncias Turísticas) para fazer a festa da copa, e não foi gasto nenhum recurso nesse sentido”.

Esclarecendo mais uma vez a todos, o prefeito Rafael disse que “o desfile da copa foi apenas tema para as escolas desenvolver e, sem gastar nenhum recurso do DADE”.

Funcionário Público

Com relação à cesta básica do mês de maio que está atrasada o prefeito disse que “devido ao “sequestro” de parte dos recursos do FPM (Fundo de Participação do Município) devido a uma dívida (uma parcela) que o ex-prefeito Antônio Adilson de Morais deixou de pagar ainda referente o Portal de Salesópolis, construído no início dos anos 90”.

“Quando eu assumi a gestão tinha atraso de cesta básica, salário e todos os funcionários sem reajustes, a partir de então nunca atrasamos pagamentos de funcionários”.

“Questionado sobre a contratação de novos funcionários para a creche, o prefeito Rafael falou  que tem que obedecer o que a lei manda, como vou contratar mais funcionários se eu não tenho dinheiro para pagar, e se a receita cai, o limite para a folha de pagamento aumenta mais ainda, não dá pra ter limpeza publica, funcionários adequados e quando eu falo que está indo a falência e ingovernável isso não é vergonha, é por culpa do governo federal que só joga serviços e não envia nada”.

Estradas Rurais

“Quando assumi o município não tinha nenhuma máquina Patrol, agora chegou mais máquinas  e caminhões e irei comprar outro caminhão para nossa cidade”.

Animais soltos na rua

“Não se recolhe mais cachorro de rua, cuida-se do animal castra e devolve para a rua onde é seu lugar”.

“Se tem cão atacando pessoas nas ruas da cidade, até agora na Santa Casa não foi ninguém atendido, e tem pessoas nesta cidade cuidando dos animais, castrando e alimentando, estamos dentro da Lei”.

“Recentemente compramos 600 kg de ração para manter os animais,  vamos construir um centro cirúrgico para castrar todos os animais” e a Vigilância Sanitária de Salesópolis tem acompanhado a sanidade de todos os animais”.

Santa Casa

Mais uma vez respondendo a perguntas pertinentes a Santa Casa de Salesópolis, o prefeito Rafael falou que “a empresa que está contratando médicos para a Santa Casa é do Dr. Humberto que recebe mensalmente R$ 131 mil para pagar cerca de 90 plantões dos médicos”.

“O Dr Humberto é uma pessoa competente que se propôs montar uma empresa para ajudar o município, e além de tudo tem uma funcionária específica que cuida dos plantões para que não falte médicos em nossa Santa Casa”.

O vereador Paulo Arouca Sobreira, Solidariedade, questionou o prefeito Rafael sobre as obras do Aterrado, as multas do radar em frente a Creche Municipal e da possibilidade de se manter um atendimento com um ortopedista na Santa Casa.

“Em sua resposta o prefeito Rafael falou que no dia 29 de dezembro de 2012 quando rodou parte do aterro, foi elaborado um projeto e compramos o material que não foi aprovado pelo estado, e nesse caso decisão do governo se cumpre”.

A obra que será executada pelo DAEE ficou em R$ 1,6 milhão com aprovação do projeto, sendo que o governo paga a metade e a prefeitura entra com a outra metade mas com mão-de-obra”.

“Pela primeira vez o estado arruma o aterrado, que nunca tratou aquela obra como dela, e qualquer problema que tiver o DAEE vai responder”.

“Na sexta-feira os técnicos irão visitar o local para que seja feita o convenio para o inicio da obra garantida e pronta que será feita pelo DAEE”.


Prefeito Rafael na Câmara Municipal

A repercussão junto aos políticos de Salesópolis

O vereador e presidente da Câmara de Salesópolis Francisco Marcelo de Morais Corrêa, PTB, disse a nossa reportagem que a vinda do prefeito Benedito Rafael da Silva, PR, na Câmara de Salesópolis após a convocação feita pelos vereadores Sérgio dos Santos, PMDB e Mário Barbosa Pinto, Solidariedade, foi de grande importância para nossa cidade.

"O prefeito não teve tempo suficiente para responder todas as perguntas dos vereadores devido ao tempo que é determinado pelo regimento interno da Câmara, que foram dividos em dois blocos", disse Marcelo.

As perguntas que não foram respondidas pelo prefeito Rafael poderão ser solicitadas pelos vereadores através de requerimento ao Executivo.

Marcelo disse também que "nada impede que futuramente os Secretários do prefeito sejam convocados para prestar esclarecimentos aos vereadores e a população, para que todos saibam o que está acontecendo em nossa cidade".

"Pela fala do prefeito que disse que o município está com inúmeras dívidas, o essencial seria manter a cidade limpa, efetuar a operação tapa buraco, manter uma educação de qualidade em nossa cidade, cuidar das estradas rurais e finalmente manter a saúde que é a base de tudo em qualquer cidade".

Marcelo ressaltou que "veículos que levam pacientes para outras cidades a fim de realizarem exames e tratamentos contra cancer, quimioterapia e radioterapia, fazer hemodiálise cerca de três vezes por semana é essencial e não pode faltar de maneira alguma, a saúde precisa ser prioridade, porque tendo saúde, você trabalha, pratica esportes, enfim tem tudo, não adianta ter estrada boa e ruas asfaltadas se a Santa Casa não tem médicos".


 

O vereador e vice-presidente da Câmara de Salesópolis Sérgio dos Santos, PMDB, concluiu que a convocação do Prefeito Rafael na tarde de quarta-feira, 24, foi um marco histórico para Salesópolis.

Sérgio disse que "havia a necessidade do prefeito prestar esse esclarecimento a todos porque quem realmente "sofre na rua" são os vereadores que são cobrados diariamente pela população, visto que o prefeito está sempre em São Paulo em busca de recursos para nossa cidade".

Na avaliação do vereador Sérgio foi muito bom a vinda do prefeito na Câmara e se houver a necessidade ele irá convoca-lo novamente para que venha prestar contas aos vereadores e principalmente a população".


O vice-prefeito Vanderlon Oliveira Gomes, PTB, achou muito importante a vinda do prefeito Rafael na Câmara de Salesópolis oportunidade em que pode prestar contas dos dezoito meses de seu mandato frente ao Executivo Municipal.

Vanderlon acredita que a partir deste momento os vereadores através de um entendimento poderão junto aos deputados estadual e federal ajudar ainda mais nossa cidade.


 O subprefeito do Distrito Nossa Senhora dos Remédios Paulo César Monteiro, “Mineiro” em entrevista ao Jornal do Povão, também citou a presença do Prefeito Benedito Rafael da Silva, PR, na Sessão Extraordinária da Câmara de Salesópolis na tarde de quarta-feira, 24.

Monteiro disse que “foi um ato Democrático em Salesópolis e necessário para o município e melhor para população, pois ficam sabendo o que está acontecendo na cidade e assim os vereadores poderem interagir mais sobre nossa realidade”.

“Tem muitos vereadores que falam coisas sem saber e a convocação do prefeito serviu como um meio de levar mais informações ao povo de nossa cidade, e defendo que seja mais constante a presença do prefeito na Câmara desde que seja de forma Democrática e consciente sem nenhum tipo de demagogia ou falsidade”.

Para encerrar o subprefeito Monteiro disse que é uma pessoa fiel ao prefeito Rafael, e que o considera uma pessoa honesta e tudo que ele está fazendo é pela melhoria do município e pelo povo de Salesópolis em especial.

“Conheço ele (prefeito Rafael) há muito tempo e considero ele um herói e tenho respeito e admiração a ele e se Deus quiser iremos normalizar a situação do nosso município” concluiu o subprefeito Monteiro.


O vereador Paulo Arouca Sobreira, Solidariedade, disse que “foi uma convocação dos vereadores e o munícipe tem interesse em saber sobre o andamento dos trabalhos do prefeito, o que ele está fazendo, quais as melhorias, o que falta e se houve alguma perda para nossa cidade”.

“Seria bom se a cada dois meses o prefeito viesse na Câmara para falar sobre seus trabalhos para todos, e será de grande importância que a população participe mais das Sessões” concluiu o vereador.


O Secretário de Esportes de Salesópolis Agnaldo de Paula Leite Ribeiro, em entrevista a reportagem do Jornal do Povão com referência as justificativas do vereador Cristian Luiz Candelária, PV, disse que o momento é crítico para todos e que se a sua saída da Secretaria for para o bem do município e de repente o Cargo ficando vago acabam as dívidas e que a prefeitura não tem verbas para efetuar os eventos não precisaria de cargo para Secretário.

“É exatamente para isso que existe o Cargo de Secretário, para que eu possa auxiliar o prefeito e melhorar a cada dia a inclusão das crianças no meio esportivo".

“Em minha opinião, o vereador Cristian não tem acompanhado meu trabalho junto a Secretaria de Esportes e por essa razão precisa ter um Secretário para auxiliar o prefeito nos momentos críticos quando não se tem dinheiro para realizar eventos”, concluiu o Secretário Agnaldo.


O vereador Mário Barbosa Pinto, Solidariedade, também falou sobre a convocação do Prefeito Rafael ressaltando que foi muito bom as explicações passadas aos vereadores e principalmente a população de nossa cidade.

“Seria bom que o prefeito voltasse outras vezes na Câmara para detalhar os trabalhos que estão sendo realizados por sua administração em prol da população”.

“Faltou algumas perguntas para serem respondidas pelo prefeito, mas após requerer a Ata da Sessão Extraordinária irei encaminhar um requerimento para  responder e assim podermos mostrar a população de Salesópolis que estou trabalhando pelo bem de nossa cidade”. 


O vereador Benedito Lélis Renó, PT, falou a nossa reportagem e disse que “ainda nada demonstra que algo pode mudar em nossa cidade, o prefeito Rafael sabe dos problemas da cidade, que a Câmara de Vereadores está de “olho nele” porque tem uma ata e um documento que pode servir contra as atitudes dele”.

O vereador Lélis não vê mudança nenhuma, “pois à medida que o prefeito deveria tomar seria logo em seu primeiro ano de governo e até agora nada foi feito em termos de cortes de gastos, funcionários contratados e agora deverá levar seu governo do jeito que começou”.

Quanto às obras de reurbanização da cidade o vereador Lélis disse que "precisa analisar se o projeto do Portal até a Avenida Nova é viável e se não tem algo mais importante para realizar em nossa cidade", concluiu o vereador.

 

topo